sábado, 6 de fevereiro de 2010

A minha força é um número ( 2ª parte )

A minha primeira constatação não foi algo Universal, foi, sobre mim, a minha primitiva maneira de sentir, e resolver o que sinto. Tenho a maturidade emocional de uma criança de 14 anos, isso eu sei, mas, por isso mesmo não gosto muito que me o relembrem!

A minha força é um número, é o número de mulheres na minha vida, são o número de amigos que eu realmente confio, são e é uma quantidade de coisas erradas e certas, que fiz e deixei de fazer,devia e não devia ter feito, disse, e... quem me dera ter estado calado!

...realmente, foi o que disse na ultima semana a alguém: "Nunca te arrependas de nada, nada será como tu o esperas, por isso, faz o máximo do que neste momento tens..."

Arrependo-me de tanta coisa, te ter dito o que disse ou feito o que fiz, e no entanto sei que não há nada a fazer, se não derramar lágrimas sobre o leite derramado... cometi tantos erros, fiz tanta coisa errada, mas mesmo assim, ao fim ao cabo, depois de tudo, se me oferecessem forma de mudar o que tinha feito de errado, eu nunca o teria mudado.

Sinto as minhas lágrimas quentes correr cara a baixo a medida que escrevo isto, mas é verdade, não mudaria nem um segundo da minha vida. Prefiro estar onde estou, ter as pessoas que amo onde estão, conhecer as pessoas que conheci durante este periodo de tempo, do que voltar a trás e sem querer, mudar tudo, e nunca conhecer quem conheço, nunca ter amado quem amei, nem ter na minha vida as pessoas que me magoaram, especialmente, as pessoas que me magoaram!

A minha força é esse número, é o 1, de Eu próprio, os meus defeitos, a minha raiva, e todo o meu amor por quem não me ama, que se torna no 0, de não gostar de mim mesmo como sou, e odiar-me por te feito que que fiz.

É a equação Humana, somos 1, sozinhos, mas 0 se não tivermos ninguém! Eu quero ser 1, mas serei sempre um zero....



... continua ..., .,.


2 comentários:

Patrícia disse...

Foi um prazer conseguir pela primeira vez conseguir ler-te de maneira tão simples!

Ana disse...

gostei :) principalmente a parte em q dizes " quem me dera ter estado calado" .. ás vezes mais vale ficarmos calados ..
beijinhos

Enviar um comentário

Digam Horrores, não nos poupem ao Drama que é a vossa Trágica opinião!