quarta-feira, 7 de outubro de 2009

preciso...

preciso que me abracem,
preciso sentir o calor do corpo de alguém
preciso que me digam: amo-te
preciso que me desejem
preciso de saber se chorou
preciso saber o que faz
preciso saber onde está
preciso vê-la
preciso tocar-lhe
preciso tê-la
preciso deixar de chorar
preciso deixar de amar
preciso deixar de sofrer
preciso deixar de querer
preciso voltar a viver
mas, preciso tanto...
preciso tanto, deixar de precisar...

1 comentários:

Ana Pereira disse...

Precisas de arranjar o que fazer!!!

(o comentário é duro, quase ofensivo, mas eu nunca fui de dar o ombro para chorar, sou de dar um pontapé bem dado no cu para empurrar para a frente!! E apesar de o post ter já algum tempo, parece-me que estás na mesma...)

Enviar um comentário

Digam Horrores, não nos poupem ao Drama que é a vossa Trágica opinião!