segunda-feira, 28 de dezembro de 2009

Vazio

Reina a calma, por fim, num coração dilacerado por uma paixão arrebatadora, predominando assim um vazio imenso e silencioso, como se tudo, de repente, se tivesse tornado como nos filmes de antigamente: mudos e a preto e branco.
O mar canta agora melodias tristes, cinzentas e violentas como nos dias de tempestade.
O céu, outrora azul e luminoso, cobre-se agora de um luto pesado, chorando a tristeza cantada pelo seu querido mar.
Tudo é tristeza e escuridão a seus olhos... Apenas uma luz pequenina tenta romper e sobrepôr-se à noite que perpétua no seu mundo. Mas tenta, apenas. Pois as forças faltam-lhe e o ar torna-se rarefeito ao longo do seu doloroso caminho.
Talvez um dia tenha forças suficientes para triunfar sobre a pesada noite que a encadeia e, talvez nesse dia, o mar cante alegres melodias e o céu se vista novamente daquele azul harmonioso de perder vista.

2 comentários:

Maryline disse...

reina a calma mas nao a paz... esse dia xega smp, mais cedo ou mais tarde... Ele existe :)

Dario disse...

perfeito!!!

Enviar um comentário

Digam Horrores, não nos poupem ao Drama que é a vossa Trágica opinião!