sexta-feira, 12 de março de 2010

Uma vez canalha...sempre canalha?

Não sei se assenta aqui bem este tipo de discurso, mas por um lado até pode ser visto como uma tragédia da essencia humana... e como os posts aqui do blog andam de "cortar á faca" ...
Tenho uma questão na minha cabeça...alias, tenho várias, mas isso é porque sofro de pensamite aguda (sindrome de excesso de pensamentos inuteis que levantam questões nem sempre importantes e que na maioria dos casos deveriam ser ignoradas)...por exemplo...
- O que é o amor? (já perguntava o joel...)
- Se amamos uma pessoa porque temos a tendencia de estragar tudo, de sermos canalhas?
- E sendo canalhas, porque temos a tendencia em tentar voltar atrás cheios de arrependimento?
- E o que é o perdão? Aliás, o que é o arrependimento?
- O que me leva á pergunta inicial...o que é o amor...? Ele vence as traições e mentiras? O amor ensina de novo o caminho? O amor ensina o arrependimento...?
- Porquê que as sessões de 3D do filme da Alice no país das maravilhas só há  em sessões na hora de almoço, longe daqui e os bilhetes são caros? (bem...esta fica para outro post).

E por fim, mas não por último...um canalha será sempre um canalha?
O amor verdadeiro não deixa sermos canalhas...certo? Quer dizer...eu amo uma pessoa de certeza que não a vou trair! Muito menos mentir! E então fazer coisas só para lhe magoar? Isso não faz sentido! Certo?
Mas muitos desses canalhas arrependem-se...quer dizer...dizem que se arrependem... até há os que fazem de tudo para mostrar que já não são canalhas...
E daqui partem imensas opiniões, cada um com a sua...
Há quem diga que um canalha sem escrupulos nunca os terá. Que a essencia da personalidade não muda. Que o carácter nasce com a pessoa...
Há quem diga que as pessoas ás vezes perdem-se pelo caminho...que fazem coisas más sem terem noção, que estavam possuidas e merecem ser salvas...
Há quem diga que o amor perdoa tudo...até um canalha...

E há quem diga que o amor por nós próprios também conta, e que este deve ser superior ao amor pelo próximo, e que quando o amor pelo outro tenta destruir o nosso próprio amor, que isso é incompatível com o perdão...
E eu? O que penso eu? Não sei...os meus valores são muito rigidos, nunca fui filha da puta para ninguém. Nem sei se sei perdoar...mas acredito que o amor inclua essa capacidade...
E tu? Sabes o que é o amor?
Um canalha...será sempre um canalha?
...

5 comentários:

Yo-Joe disse...

Primeiro: Se queres fazer referência ao que escrevo, coloca um link para o meu post acerca do que falas ;)
Segundo: Tou a brincar
Terceiro: Mas não me importava. o tal linkzinho lol
Quarto: Gostei bastante do texto. A sério que gostei, mas tu sempre tiveste jeito para estas coisas. Embora com o passar do tempo (reparaste como não disse "com a idade" :P ) ficas mais madura e isso nota-se. Muito bem

Dario Martins disse...

um escorpião será sempre um escorpião...

Ana Pádua disse...

love love love .. all you need is loveee!!! :D

o amor é tudo e nao é nada .. é tudo, quando amamos alguem (leia-s amamos e nao mamamos ahahah) e esse alguem nos ama. e é nada, quando esse alguem (ou ate mesmo nós) se torna num canalha ..
se o amor tudo perdoa? ate um canalha? num sei .. nao posso falar do q nao sei, so do q sei.
herrar é umano, é verdade .. mas cometer o mesmo erro 2 vezes é "burrice"

amor proprio acima d tude .. :)
gostei Ana P. .. gostei siiiim :P
beijufas p ti :)

Maryline disse...

sabes q nome dou eu a isso?? monotonia loooooooool

Anónimo disse...

Ama-te primeiro, e depois os outros... a cima do nosso amor proprio, só deve exister um amor maior...amor por um filho.

Enviar um comentário

Digam Horrores, não nos poupem ao Drama que é a vossa Trágica opinião!