sexta-feira, 6 de novembro de 2009

coisas piores...

Há coisas bem piores que morrer nesta vida, há, não ter vontade de viver. É bem pior, digo eu.
Eu não quero morrer, de maneira nenhum, alias, eu gostava de poder viver para sempre, ser imortal, mas eu não quero viver, não não querer viver do tipo prefiro estar morto, eu não quero morrer, é, não quero viver a minha vida. Não quero estar aqui agora, sentir o que sinto, ser quem sou. Tanta merda e depois, quando finalmente compreendi, depois de ter estragado tudo, percebi o que eu sou realmente, sou isto que sou agora, sempre fui, sempre serei. O significado de tudo é isto, puro e duro, nós somos o que somos agora, não somos quem fomos antes, nem quem vamos ser, somos nós próprios agora neste momento.

Já me despedi, porque eu, o outro o de antes não é mais o de agora, esse o de antes, esse morreu no ontem, este eu agora, o novo, nem sei para onde vai, mas quando lá chegar, se lá chegar... bem nem sei ...

adeus...

1 comentários:

Dejecto ambulante disse...

Pior que querer morrer é realmente não querer viver, as diferenças subtis entre esses estágios é que compõem realmente a diferença.
"Drama" soberbo, simples e directo. Gostei.

Enviar um comentário

Digam Horrores, não nos poupem ao Drama que é a vossa Trágica opinião!